Criptografia: “não há como ter uma porta para os bonzinhos e outra para os maus”

Para a gerente do CERT.br, Cristine Hoepers, é surreal discutir criptografia fraca ou forte, ou de tentar definir se um aplicativo deve ter menos ou mais criptografia. “Quebrar a criptografia é assumir que todos serão puros na humanidade daqui para frente e que ninguém fará mais nada de errado na terra”, disparou a especialista. |

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *